• Palato

Descubra como decifrar o rótulo dos vinhos!



Assim que batemos o olho no rótulo de um vinho, de cara identificamos informações básicas como a vinícola, tipo de uva e data de envase - não precisa ser nenhum enólogo pra isso, né? Mas se analisarmos um pouco mais, vamos descobrir que é possível saber outras informações preciosas sobre o vinho que vão revelar muito sobre seu sabor e qualidade. Pra começar, existem dois tipos de rótulos: Os Geográficos e os Varietais. A diferença entre eles está na na ênfase que dão à orgiem do vinho e à cepa (Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec etc). No rótulo Geográfico, é valorizada a informação da área de produção do vinho. Este tipo também é conhecido como rótulo do "Velho Mundo" e é característico de países vinícolas da Europa. Você encontrará o nome da região ou vinhedo em destaque na frente da garrafa. Como cada região produz um estilo determinado de vinho, então é possível conhecer os sabores, características e cepas de de uma determinada região apenas lendo seu rótulo.


Um exemplo de rótulo Geográfico é o Vinho italiano Le Bombarde C. di Sardegna DOC

Os rótulos do "Novo Mundo" vêm de países com cultura vinícola menos tradicional, como os EUA, África do Sul e Austrália. Estes vinhos possuem o rótulo Varietal, que dão preferência à cepa (ingrediente determinante ao sabor) em detrimento à origem. Neste tipo de rótulo, temos mais informações extras na frente da garrafa e por isso, os vinhos do Novo Mundo são mais fáceis de serem decifrados por quem ainda está iniciando sua aventura neste universo.