Buscar

Frisante X espumante X champanhe: qual a diferença?

Os amantes de vinhos são seres curiosos e, por isso, amam testar e degustar novos sabores. Quem é novato no mundo dos vinhos carrega muitas dúvidas, entre elas: quais os estilos, tipos de uvas e harmonização. Frisantes, espumantes e champanhes são ótimas opções para dias mais quentes, pois são refrescantes e leves, mas com a quantidade diferente disponível no mercado, fica difícil escolher um só, afinal, você sabe a diferença entre essas bebidas? No post de hoje, vamos te falar algumas das características dessas bebidas deliciosas!


Frisantes: menos bolhas e menor quantidade de gás carbônico


Segundo a legislação brasileira, os frisantes podem conter anidrido carbônico, responsável pela pressão da bebida, caracterizando poucas bolhas e quase nenhuma espuma. Ele é resultado da primeira fermentação da bebida e, por isso, a quantidade de gás encontrada nele é quase metade, se comparado a de um espumante, por exemplo. Entre os mais conhecidos estão os Lambruscos, da região italiana.


Espumante: mais bolhas e mais gás carbônico


Já os espumantes são fabricados com a segunda fermentação de um vinho branco, tinto ou rosé e, por isso, possuem mais bolhas e gás carbônico natural. Os primeiros espumantes foram produzidos na França, responsável por criar alguns métodos de produção conhecidos mundialmente, originando também diversos tipos de espumantes. Conheça alguns:


Prosecco: natural da região de Vêneto, na Itália, ele é feito com a variedade da uva Glera, por meio do método Charmat, no qual a segunda fermentação da bebida acontece em tanques de aço inox. São espumantes leves, ácidos e bastante refrescantes.


Demi-sec: esse espumante tem uma dosagem de açúcar bastante variável, podendo ter entre 20 e 60 gramas por litro. Ótima opção para quem quer uma bebida mais doce, mas não tão doce quanto um Moscatel. Essa versão é uma das mais consumidas entre os amantes da bebida.


Brut: em francês, significa "grosseiro, não refinado, bruto" e surgiu da necessidade de um espumante não tão doce, já que este aqui possui entre 8 e 15 gramas de açúcar por litro e é um dos mais comuns. Para quem ama rótulos mais secos, ele é ideal!



Champanhes: espumante mais original proveniente de uma região específica


Por último, e não menos importantes, estão os champanhes. Estes nada mais são que espumantes de altíssima qualidade produzidos em uma região específica da França, Champagne, localizada a 150km de Paris. Devem ser produzidos com três uvas: Pinot Noir, Chardonnay e Pinot Meunier. Ou seja, um espumante só pode ser chamado de champanhe se for produzido nessa região, com essas uvas e seguindo o método de fabricação tradicional, que é o Champenoise, no qual o vinho passa por dois processos de fermentação: o primeiro, em um tanque que pode ser de concreto, aço ou madeira. Depois disso, o 'vinho base' passa por mais uma fermentação, de cerca de dois meses. Essa última fase também é conhecida por tomada de espuma, pois é nesse momento que o champanhe adquire o gás carbônico.


Seja frisante, espumante ou champanhe, o que vale é degustar e se refrescar com uma taça ao lado de boas companhias, não é? Baixe o aplicativo do Palato, participe do Clube do Vinho e fique por dentro de todas as novidades e ofertas desse mundo apaixonante!

PALATO PONTA VERDE 24h

Rua Deputado José Lages, 700 
Ponta Verde - Maceió - AL

FIQUE POR DENTRO

Não perca nenhuma novidade.
Baixe o nosso aplicativo.

App Store icon white
Google Play icon white

PALATO PARQUE

7h - 22h

Rua Comendador Palmeira, 286 
Farol - Maceió - AL

  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram - White Circle

PALATO FAROL

Segunda a Sábado 7h - 00h

Domingo 7h - 22h

Avenida Fernandes Lima, 548

Farol - Maceió - AL

SAC:

82 2126 - 3000

SEG - SEX 08h00 - 19h00

VOCÊ MERECE O MELHOR TODOS OS DIAS

EM&X® 2020